Como dar aulas de iniciação musical ao violão para crianças de sete anos

1º Pode-se trabalhar com notas naturais na primeira, segunda e terceira cordas, flexionando os dedos indicador e médio da mão direita alternadamente. Assim, ela aprenderá as notas sol e lá na terceira corda; si, dó e ré na segunda corda; mi, fá, sol e lá na primeira corda (sol – lá – si – dó – ré – mi – fá – sol – lá). Com esse grupo de notas naturais é possível tocar muitas melodias, o que dará ao aluno motivação para continuar estudando.

2º Pode-se, também, ensinar arpejos dedilhados simples (ex.: p i m a // p i m a m i) em acordes fáceis como Em, A7, D7, etc.. E, ainda, utilizar a palheta para facilitar no aprendizado dos acordes, deixando os dedilhados para o futuro.

3º Como exercício de teoria musical, imagens de figuras musicais para colorir ou copiar, com seus nomes escritos, são boas opções para essa faixa etária.

Obs.: com crianças de qualquer faixa etária é preciso ter muita paciência, e além disso, ter alguém da família acompanhando as aulas é muito importante.
A partir desses três princípios básicos é possível fazer variações ampliando muito o leque de material didático. Utilize-se da criatividade para produzir elementos que facilitem e motivem a criança. Para finalizar esta matéria, uma dica: aprenda com ela.

Em resposta a uma pergunta feita na página “Aulas”.

Anúncios

A formação das escalas explicada pelo método do relógio tonal

  1. Escalas diatônicas maiores e menores pelo relógio tonal 
  2. Escalas menores harmônica e melódica pelo relógio tonal
  3. Escalas pentatônicas maiores e menores pelo relógio tonal

 

Licença Creative Commons JuarezBarcellos.com de Juarez Barcellos de Paula, licenciado sob uma licença CreativeCommonsAtribuiçãoNãoComercialCompartilhaIgual3.0NãoAdaptada.

A relação entre dinheiro e ética

Todas as pessoas precisam de dinheiro para sua sobrevivência, principalmente no tempo do chamado capitalismo financeiro e do consumismo. Produtos e serviços de todos os tipos e valores são oferecidos massivamente pelos veículos de comunicação para todas as classes sociais. Para facilitar o acesso a esses produtos e serviços, os bancos oferecem seus empréstimos e financiamentos a juros altos maquiados por boa propaganda.

Partindo desta necessidade de ter o dinheiro para sobreviver nesse contexto, ou se adequar a ele, surgem os meios para se adquirir os recursos financeiros. Então, as pessoas passam a se relacionar com as fontes geradoras, e é neste ponto que surge a relação entre dinheiro e ética. Muitas dessas fontes podem fugir às noções éticas proporcionando, por meios escusos, benefícios indevidos que colocam o beneficiário às margens da legalidade, portanto, sujeito ao rigor das leis.

Por isso, toda pessoa deve preservar os valores éticos para todos os propósitos, inclusive na relação com o dinheiro.

As notas graves e agudas no canto – a voz humana: pressão, articulação e vibração

Introdução

A qualidade e as propriedades da voz humana são resultantes de um amplo e complexo conjunto natural de fatores. Entretanto, este artigo trata resumidamente da mecânica que envolve a laringe quando a pressão do ar enviado pelos pulmões passa por ela gerando as vibrações das pregas vocais no processo de produção de frequências baixas e altas correspondentes às notas graves e agudas.

Objetivo

O objetivo é proporcionar àqueles estudantes da arte de cantar, que se dedicam objetivamente à prática, um conhecimento mínimo sobre esse amplo, complexo e sensível sistema que envolve a produção da voz humana. Para que tomem os cuidados necessários para a boa manutenção de todo o sistema, inclusive psicológico. De forma geral, orientar aos alunos que não receberam informações, ou que as receberam distorcidamente, e ainda, aos cantores e cantoras que se guiam unicamente pelo talento e pela intuição.

A produção do som

Cada frequência da voz tem sua posição na laringe estabelecida por meio da ação da musculatura intrínseca da laringe, que é responsável pela resistência do ligamento vocal na modulação da frequência. Isso ocorre sobre a pressão do ar que é enviado pelos pulmões. Em outras palavras, a vibração que produz este som realiza-se pela mecânica resultante da tensão muscular e pressão do ar equilibradas, sob o comando de um arco estimulado por controle periférico.

A laringe

A perfeita movimentação dos músculos da laringe se refletirá no resultado produzido nas pregas vocais. Portanto, a saúde da laringe é fundamental para o perfeito funcionamento desse sistema, bem como, a de todos os demais sistemas integrados a ele. A laringe é responsável por parar o fluxo de ar durante a deglutição impedindo que líquidos e alimentos entrem na via respiratório, ela é um canal de ar respiratório e, além disso, possui função vocalizadora.

A prega vocal

A prega vocal constitui-se do músculo vocal e da mucosa vocal. As pregas vocais, comumente chamadas de cordas vocais, possuem mobilidade e elasticidade capazes de gerar vibração com o fluxo de ar enviado pelos pulmões. Elas esticam ou relaxam pela ação de músculos adequados e atuam integradamente com articuladores, como lábios, língua, palato etc., permitindo a emissão de sons e palavras. As cordas vocais atuam como válvulas de ar.

A glote

É simplesmente a abertura entre as duas pregas vocais que são localizam em cada lado da parede interna da laringe, reguladora do fluxo de ar.

A produção de notas agudas

A produção de notas agudas se dá com um aumento da tensão das “cordas vocais” através da ação muscular, pela aproximação das cartilagens. Elas são alcançadas por diminuição do diâmetro faríngeo sob ação dos músculos constritores, também pela subida da laringe, e ainda, por alongamento das cordas vocais. As notas agudas são produzidas em alta frequência de vibrações nas pregas, elas são as notas altas.

A produção de notas graves

Para a obtenção das notas graves é necessário o encurtamento das pregas vocais, isso ocorre pela ação de um músculo extrínseco. As notas graves, ou baixas, são produzida em baixa frequência de vibrações nas pregas.

Conclusão

A pressão que o ar enviado pelos pulmões exerce na laringe, as articulações musculares e as vibrações nas pregas vocais, são os fatores que estão diretamente ligados à emissão das notas baixas e altas. O equilíbrio entre os fatores pressão, articulação e vibração, exige cuidados específicos e práticas adequadas.

REFERÊNCIAS

Emissão Vocal, Especialização em Canto, Suzana Vale, 2011

Falsas Cordas Vocais e as Cordas Verdadeiras, Júlio Doin Vieira, Revista Científica – Arquivos Catarinenses de Medicina.

Laringe, Márcio A. Cardoso e Ezequiel Rubinstein,  depto.icb.ufmg.br/dmor/anatmed/laringe.htm – em 14/01/2017

 Licença Creative Commons JuarezBarcellos.com de Juarez Barcellos de Paula, licenciado sob uma licença CreativeCommonsAtribuiçãoNãoComercialCompartilhaIgual3.0NãoAdaptada.