Atas de Munácio Félix, flâmen perpétuo e curador de Cirta

A busca, o inventário e o confisco dos bens da Igreja local em Cirta, colônia romana no norte da África, cumprindo o primeiro édito da perseguição promulgado em Nicomédia, em 23 de fevereiro de 303. Elas testemunham a apreensão de livros e do mobiliário eclesiástico:
Décimo quarto dia antes das calendas de Junho do ano dos consulados de Diocleciano, pela oitava vez, e de Maximiano, pela sétima vez. Do registro das atas de Munácio Félix, flâmen perpétuo, curador da colônia de Cirta.
Quando chegaram a casa em que os cristãos se reuniam, Félix, flâmen perpétuo e curador, disse ao bispo Paulo: Entregue as Escrituras da lei e, se tiver aqui algo mais, conforme está prescrito, prepare-o para a requisição.
O bispo Paulo disse: Só os leitores têm as Escrituras. Mas nós, o que aqui temos, damos.
Félix, flâmen perpétuo e curador, disse ao bispo Paulo: Mostre-nos os leitores ou envie-nos até eles.
O bispo Paulo disse: Vocês conhecem todos eles.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse: Não os conhecemos.
O bispo Paulo disse: Os funcionários públicos os conhecem, isto é, os secretários Edúsio e Júnio.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse: Enquanto aguardamos a relação dos leitores que os funcionários mostrarão, entreguem o que vocês têm.
Estando sentados o bispo Paulo e os padres Montano e Vítor de Castelo Menor e estando de pé os diáconos Marte e Hélio, os subdiáconos Marcúlio, Catulino, Silvano e Caroso, além de Januário, Meraclo, Frutuoso, Miguino, Saturnino e outros coveiros, Vítor, filho de Aufídio, tomou nota do seguinte inventário: dois cálices de ouro; seis cálices de prata; seis jarrinhos de prata; uma panelinha de prata; sete lamparinas de prata; dois porta-velas; sete suportes pequenos de bronze com suas lamparinas; também onze lamparinas de bronze com suas correntes; 82 túnicas femininas; 38 véus; 16 túnicas masculinas; 13 pares de sandálias masculinas; 47 pares de sandálias femininas; 19 capas rústicas.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade disse aos subdiáconos Marcúlio, Silvano e Caroso e aos coveiros: Tragam aqui o que vocês têm.
Silvano e Caroso disseram: Tudo o que havia aqui, nós entregamos.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade disse a Marcúlio, Silvano e Caroso: A resposta de vocês será registrada nas atas.
Depois que os armários da biblioteca foram encontrados vazios, Silvano apresentou aí mesmo uma caixa de prata e uma lamparina de prata, que disse ter encontrado atrás de uma arca.
Vítor, filho de Aufídio, disse a Silvano: Você morreria se não as tivesse encontrado.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Silvano: Procure com mais cuidado, para que não fique nada para trás.
Silvano disse: Não ficou nada. Nós entregamos tudo.
E quando o triclínio foi aberto, foram lá encontradas quatro talhas e seis vasos.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade disse: Tragam as Escrituras que vocês têm para que possamos assegurar o cumprimento do mandato e as prescrições dos imperadores.
Catulino trouxe apenas um livro enorme.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Marcúlio e a Silvano: Por que vocês só nos deram um único livro? Tragam as Escrituras que vocês têm!
Catulino e Marcúlio disseram: Nós não temos mais nada, porque somos subdiáconos; mas os leitores têm os livros.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade disse: Mostrem os leitores!
Marcúlio e Catulino disseram: Não sabemos onde estão.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Catulino e a Marcúlio: Se não sabem onde estão, digam os nomes deles.
Catulino e Marcúlio disseram: Nós não somos traidores! Aqui estamos, mande que nos matem!
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse: Levem-nos.
E quando vieram à casa de Eugênio, Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Eugênio: Entregue as Escrituras que você tem, para cumprir o que foi prescrito.
E ele trouxe quatro livros.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Silvano e Caroso: Mostrem-nos os outros leitores.
Silvano e Caroso disseram: O bispo já disse que os escrivães Edúsio e Júnio conhecem todos eles; que eles te levem às casas deles.
Os escrivães Edúsio e Júnio disseram: Nós te levaremos até eles, senhor.
E quando chegaram à casa de Félix, o mosaicista, esse entregou cinco livros. Quando chegaram à casa de Vitorino, esse entregou oito livros. Quando chegaram à casa de Projecto, esse entregou cinco livros grandes e dois pequenos. E quando chegaram à casa do gramático, Félix, flâmen perpétuo e curador, disse a Vítor, o gramático: Traga as Escrituras que você tem, para cumprir o que foi prescrito.
Vítor, o gramático, trouxe dois livros e quatro conjuntos de cinco cadernos.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Vítor: Entregue as escrituras; sei que você tem mais.
Vítor, o gramático, disse: Se tivesse mais, entregaria.
E quando chegaram à casa de Eutício, o Cesariense, Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Eutício: Traga as Escrituras que você tem, para cumprir o que foi prescrito.
Eutício disse: Não tenho.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Eutício: Sua declaração constará nas atas.
E quando chegaram à casa de Codeônis, sua esposa trouxe seis livros.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse: Procure bem e, se tiver mais, entregue.
A mulher respondeu: Não tenho.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Boi, o escravo público: Entre e procure para ver se ela não tem mais nada.
O escravo público disse: Procurei, mas não encontrei nada.
Félix, flâmen perpétuo e curador da cidade, disse a Vitorino, Silvano e Caroso: Vocês estão em apuros se o menor detalhe nos tiver escapado.
Flâmen perpétuo: título dado aos antigos sacerdotes locais do culto imperial. Com maior freqüência os patrocinadores de obras de edificação ou melhoramento dos teatros são os sacerdotes ao Culto Imperial (Flâmines e Augustais) as grandes obras de reconstrução com mármores e decorações escultóricas são dedicadas ao Imperador Nero por Caio Heio Primo, um proeminente sacerdote do culto imperial da mais alta hierarquia (um Flâmen Augustal Perpétuo).  

OLIVEIRA, J. C. M., 2010

CETEM – NEFELIBATAS, Centro de Estudo Teatral Elisiário Matta

Anúncios

Comentários e perguntas - acrescente sua cidade e estado

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s