Dominante secundário

Dominante Secundário é o acorde com terça maior e sétima menor formado a partir do intervalo de quinta justa acima das fundamentais dos acorde diatônicos, exceto nos acordes formados sobre a primeira nota da escala e os diminutos VIIm7(b5), em tons maiores, e o IIm7(b5), em tons menores. Ex.: no tom dó maior, os acordes, em tríades ou tétrades, passivos de dominantes secundários são: Dm, Em, F, G e Am (excluindo o C e o Bº (si diminuto); portanto, seus dominantes são: A7/Dm, B7/Em, C7/F, D7/G e E7/Am. Esses grupos de acordes formados por um acorde maior, ou menor, e seu dominante, são analisados como tons implícitos, ou ainda, tons do momento, porque esses grupos são também dominante primário (V) e tônica (I) em outros tons. Por exemplo: C7 e F são, respectivamente, dominante secundário (V7) e subdominante (IV) no tom dó maior; porém, no tom Fá maior, eles são dominante primário (V7) e tônica (I), respectivamente. Por esse método de análise pode-se dizer que é possível aplicar em tons maiores e menores predominantes, outros sub grupos tonais, ou micro tons, chamados também de tons do momento, ou implícitos; porém, permanece a predominância tonal, que é visualizada e perceptível com maior clareza, geralmente, nos inícios e finais das peças ou trechos musicais.

Anúncios

Comentários e perguntas - acrescente sua cidade e estado

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s