Escala harmônica de Sol# menor- cinco desenhos

Estes cinco desenhos são usados em improvisação observando os critérios técnicos específicos; ferindo as cordas com unhas (dedos) ou com palheta apropriada. Também são usados para facilitar na audição de melodias, para encontrar tonalidades, para fazer arranjos e compor músicas e frases musicais.

A principal aplicação da escala harmônica se dá associada ao acorde dominante V7 que prepara o acorde de função tônica Im. O acorde dominante V7 pode ser precedido pelo subdominante IIm7(b5); ambos são estruturados com notas da escala harmônica, por isso ela soa perfeitamente associada a eles. Lembre-se que o acorde de função tônica pode ser do tom real ou, numa linguagem jazzística, ser o tom implícito – tom secundário, ou ainda, tom do momento.

Na escala de sol sustenido menor temos os acordes A#m7(b5) e D#7 como principais motivos de aplicação da escala harmônica. O acorde de função tônica é G#m, mesmo que ele não seja o tom real, e mesmo que não haja resolução – quando o acorde alvo não é tocado.

  • Dedos (unhas): alternar indicador e médio, o polegar deve ser exercitado separadamente.
  • Palheta específica: alternar o sentido da palheta, movimentando para cima e para baixo.
  • Os números em cor azul sinalizam a localização da nota tônica, que neste caso é a nota sol#.

Escala harmônica de Láb menor - Cinco desenhos para improvisação

 

About these ads

Formulário de comunicação:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s